O guia completo do ponto de venda – Aposte na personalização

Infelizmente, a realidade para quem vive do varejo não está fácil desde o ano passado. De acordo com pesquisa realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens (CNC), o setor perdeu 108,7 mil pontos de vendas em 2016. É claro que, diante da realidade, muitos empreendedores da área estão ficando desesperados. Como agir diante da situação?

O fato é que, embora estejamos em uma crise financeira, é muito importante não baixar a guarda. Em 1º lugar, porque muitos especialistas já sinalizam para uma melhoria do quadro econômico do país; em 2º, porque é justamente nesse momento que devemos agir com proatividade. Então, a pergunta de verdade é: “por onde começar?”.

Pode ter certeza que trabalhar na qualidade do ponto de venda é um bom começo para quem deseja melhorar as suas vendas e se manter resiliente no mercado. Do feirante na rua à loja de grife, a realidade é a mesma para todos. O que vai diferenciar o sucesso de cada gestor é o compromisso com diferenciais e com a experiência do cliente.

Nesta série de posts, você vai conferir um guia completo do ponto de vendas. Vamos abordar desde a questão do atendimento até a importância da tecnologia em todo o processo. Portanto, continue acompanhando e fique por dentro de tudo o que precisa saber sobre o assunto:

Confira #1 Atendimento ao Cliente

Personalização

O cliente está cada vez mais exigente em relação ao atendimento, como já vimos. Por isso, não adianta mais buscar soluções genéricas para atendê-lo. É fundamental apostar na personalização, atendendo exatamente as suas necessidades e conseguindo atender às suas expectativas.

Para isso, além de realizar uma ampla pesquisa de mercado, é importante que o gestor também conte com o apoio da tecnologia para acompanhar o cliente em todos os estágios do funil de vendas (assunto que abordaremos com mais profundidade mais a frente). Acompanhe os próximos posts.

Priorize o atendimento

Por fim, é muito importante que o empresário tenha em mente que o atendimento deve ser uma prioridade, principalmente quando estamos falando do varejo. É preciso trabalhar com o conceito de pirâmide invertida, na qual o cliente fica no topo, seguido dos colaboradores, para só então chegarmos à gestão do negócio.

Essa simples “inversão de valores” pode fazer com que o seu negócio atenda o consumidor da forma esperada por ele.

Via: Web Automação

Comments are closed.